Como fazer Cerveja Artesanal?

Como fazer Cerveja Artesanal?

Você já deve ter descoberto, a esta altura, prazeres diferentes ao provar uma cerveja. Talvez seja o aroma da bebida, um sabor peculiar e diferenciado, a textura... E isso tudo evolui para um desejo cada vez maior que esbarra em uma pergunta: como fazer cerveja artesanal?

Afinal de contas, é isso que muitos cervejeiros pensam quando abrem as suas cervejas favoritas e degustam uma ou mais garrafas entre amigos. E a melhor parte disso é que a produção não precisa ser complicada e, tampouco, temida. Por esse motivo, para auxiliar, vamos ver, neste post, como fazer cerveja artesanal do início ao fim! Confira!

Conhecendo os insumos

É importante se inteirar a respeito dos insumos, pois eles possuem uma lógica importância em todo o processo, bem como no resultado final de quem procura saber como fazer cerveja artesanal.

E tudo começa com a sua água cervejeira, que é essencial para conferir qualidade à bebida. Por isso, vale entender todas as etapas de produção para compreender onde a água se aplica em cada uma delas.

Em seguida, temos a cevada, que se transforma no imprescindível malte. A variedade de tipos, inclusive, é um diferencial e tanto para praticar novas experiências com cervejas artesanais.

O que nos leva ao lúpulo e a relevância dessa trepadeira para a produção da cerveja, bem como às leveduras, que são significativas na fermentação do mosto, na formulação dos aromas e em fazer desse mosto a sua cerveja.

Conhecendo os equipamentos para fazer cerveja artesanal

Além dos insumos, os equipamentos para fazer cerveja são indispensáveis. E, nesta etapa, se destacam alguns dos principais utilizados para a produção dos mais variados tipos de cerveja artesanal:

• Panelas (recomendável três delas: uma específica para a lavagem; uma para a mostura e filtração e outra para a fervura) - ou mesmo uma monobloco

Palemaster 50Palemaster 50 Prime

• Fermentador para auxiliar no processo de brassagem;
• Air lock para facilitar a saída de gás carbônico do fermentador sem contaminá-lo com a entrada de oxigênio;
• Fundo falso, que serve como um filtro dedicado a reter o malte moído e que caiam resíduos sólidos capazes de interferir no sabor final da bebida;
• Moedor de malte – de preferência artesanal para tornar o processo ainda mais caseiro;
• Densímetro (ou o refratômetro, que é o mais utilizado), pois auxilia na medição do mosto com relação à densidade da água;
• Termômetro, pois é muito utilizado para garantir a temperatura ideal em todas as etapas do processo de fabricação de cerveja artesanal;
• Chiller, pois tem o objetivo de resfriar a mistura em banho-maria trazendo resultados ainda melhores para o que você busca ao fazer cerveja artesanal;
• Utensílios diversos, como colher (grande), garrafas para o envase da cerveja, tampas metálicas, tampador manual e até mesmo um sifão para o enchimento das garrafas.

Com isso, ficam faltando apenas os procedimentos necessários para quem deseja saber como fazer cerveja artesanal: a prática.

E cada processo possui as suas peculiaridades, mas praticando você chega lá! E não deixe de nos contar depois os resultados de suas experiências!