Qual a importância da sanitização na produção de cervejas artesanais

Durante a produção de cervejas artesanais, muitas pessoas devem se perguntar qual é a etapa mais importante para conferir sabor e qualidade às suas receitas.

E, embora, todas as fases produtivas sejam igualmente fundamentais para alcançar um resultado qualitativo, a importância da sanitização deve ser levada em consideração. Afinal, quando não bem executada, pode prejudicar toda a sua produção.

Por isso, vamos falar de modo aprofundado a respeito da importância da sanitização na produção de cervejas artesanais passando por todos os processos de limpeza, sanitização e esterilização para evitar perdas por contaminação e falhas na higienização. Confira!

A importância da sanitização na produção de cervejas artesanais

Se você acha que uma simples lavada nos seus equipamentos é o suficiente para limpá-los, pense duas vezes. Isso porque muitos resíduos de suas últimas experiências podem permanecer, alterando a cor, o aroma e o sabor de suas cervejas seguintes.

A parte menos agradável é que essa contaminação invalida a sua produção. Tempo e dinheiro investidos jogados, literalmente, para o ralo.

Por isso, é tão importante cuidar da sanitização dos equipamentos na produção de cervejas artesanais!

As etapas de limpeza e sanitização dos equipamentos

Antes de começar, é bom ter em mente que tudo aquilo que entrar em contato com o mosto, antes da fervura, deve estar milimetricamente limpo. Além disso, o que entrou em contato com o mosto também após o resfriamento deve ser limpo e sanitizado.

Mas, para evitar que qualquer tipo de sujeira impossibilite a sua produção de cervejas artesanais, que tal dar uma dedicação detalhada para o tema?

Para isso, inicie pela limpeza dos equipamentos. A começar pelo moedor, removendo todo tipo de sujeiras e similares na superfície do utensílio. Em seguida, recomendamos que você siga a ordem de sua produção de cervejas artesanais para limpar os equipamentos seguintes.

Como fazer a limpeza dos equipamentos

Para o processo de limpeza, água morna e uma bucha macia tendem a dar conta do recado para remover o grosso da sujeira acumulada na produção. Mas, caso o acúmulo seja persistente, convém aplicar algumas gotas de detergente neutro.

Outro produto que é muito útil para remover as sujeiras mais difíceis é o percarbonato de sódio – muito fácil de encontrar em supermercados. Com duas colheres dissolvidas em 19 litros de água você terá uma mistura que rende para limpar muito bem os equipamentos.

Já para a sanitização, a ideia é aprofundar-se na limpeza, de modo que microrganismos desagradáveis passem bem longe do seu processo de produção.

Na lista de produtos sanitizados, podemos citar:

  • Airlock;
  • Colher;
  • Fermentador/maturador;
  • Garrafas;
  • Mangueiras;
  • Maturador;
  • Recipiente de hidratação;
  • Rolha;
  • Tampa do fermentador;
  • Termômetro;
  • Torneiras.

Basicamente, tudo que tiver contato com o mosto durante as etapas de produção de cervejas artesanais. E, de modo geral, para a sanitização você pode utilizar iodofor e álcool 70%.

O primeiro é um produto solúvel em água e que, em uma proporção de 12,5 ppm, não precisa de enxágue, bastando 2 minutos nos equipamentos para limpá-lo. Já o álcool 70% é um desinfetante que pode ser fundamental para limpar diversos equipamentos, como a tampa do fermentador e outros produtos menores.

Dessa maneira, você se previne de qualquer tipo de contaminação, em sua produção de cervejas artesanais e consegue manter o nível de qualidade desejado para as próximas receitas que você praticar em casa.

Por isso, esperamos que este artigo tenha ajudado a apontar a importância da sanitização ao produzir cervejas, e que você siga os passos para uma limpeza e sanitização eficientes! Mas, caso tenha ficado com dúvidas, compartilhe-as conosco, teremos o prazer em te ajudar!