5-dicas-para-iniciantes-no-mundo-das-cervejas-artesanais

É natural que tenhamos mais interrogações do que exclamações sobre nossas cabeças. Ainda mais quando nos adentramos em um assunto novo, diferenciado e pouco explorado como é o universo dos admiradores de cervejas artesanais.

Há de se dizer logo de cara, entretanto: as dúvidas não são motivos desencorajadores: pelo contrário! Elas são o combustível necessário para que você conheça mais sobre seus rótulos favoritos, dos principais produtores e das centenas de tipos de copos e cervejas que circulam por aí!

E, por isso, trouxemos neste post, cinco dicas para iniciantes no mundo das cervejas que podem servir de bússola para ele se guiar neste suculento universo de degustações. Confira!

1. Defina o tipo de cerveja de sua preferência

Não há atalho para conhecer a sua preferência: é importante beber diferentes estilos de cerveja para, então, decidir-se pelos seus favoritos. Que fique a maravilhosa surpresa: existem centenas de tipos e estilos e diferenciais que vão tornar essa jornada longa – mas saborosa!

2. Não comece pelas cervejas mais alcoólicas

Como complemento ao nosso primeiro tópico, de nada adianta começar pelas cervejas mais fortes, amargas ou alcoólicas. Dê tempo ao tempo e comece apreciando as significativas diferenças entre as cervejas artesanais e as industriais, que você dedicou muitos happy hours até então.

Por isso, antes de partir para a robustez de uma Imperial Stout, por exemplo, comece a degustar – e a produzir também – cervejas com menos álcool, que levam menos malte e são mais fáceis de preparar.

Um bom estilo de cerveja que iniciantes podem começar é a American Pale Ale. Rápida e prática, pode cair fácil no gosto do seu paladar e iniciar os seus sentidos a compreender melhor todo o método produtivo de uma cerveja artesanal.

3. Estabeleça um limite mensal para gastar com cerveja

Não há mal nenhum em criar um planejamento organizado para degustar e produzir cerveja artesanal. Principalmente, porque a gana em aprender rapidamente pode ser uma deliciosa novidade para o paladar, mas bem indigesta para o seu orçamento.

Assim, estabeleça um parâmetro seguro para investir em novos rótulos e em insumos e equipamentos para fazer cerveja em casa. Vá ao seu próprio tempo, sem queimar etapas. Isso tudo é importante para que a degustação e a produção de cerveja permaneçam um prazer.

4. Aprenda a criar um registro daquilo que você degusta

Além do orçamento definido para provar e produzir cerveja artesanal, é importante se dedicar em anotar tudo aquilo que você experimentou. E, claro, as peculiaridades de cada rótulo.

Esse simples exercício ajuda a condicionar a sua mente nos diferenciais de cada tipo de cerveja. Da mesma maneira que ajuda na absorção de conhecimento. Sem falar que é ótimo para quem começou a produzir cerveja artesanal e quer elaborar novas receitas.

É importante também acrescentar as suas impressões a respeito de cada uma. Assim, você passa a identificar também as suas preferências sobre cada tipo de cerveja.

5. Beba pelo prazer e não pela ostentação

Por ser um mercado novo, ainda em franca exploração degustativa e comercial é comum encontrar pessoas mais interessadas em se promover do que promover a cultura cervejeira.

Nossa sugestão: beba pelo prazer de beber; produza pelo prazer em produzir. E, se possível, lucre por fazer algo que lhe dê prazer.

Os apreciadores de cerveja artesanal estão nesse meio por ser uma prazerosa e gratificante atividade. Não à toa, é praticamente uma comunidade em que a maioria se ajuda e promove o rótulo do outro.

Ingressar nesse meio deve ser algo, no mínimo, divertido. E, se você se enquadra nesse mundo, embarque nessa deliciosa jornada para produzir a sua própria cerveja artesanal.

E, claro, caso queira saber um pouco mais a respeito dos melhores equipamentos para fazer cerveja em casa. Então, acesse o nosso site e conheça os nossos produtos!